Arquivos de Seleção

Impressões

Literatura, cinema e futebol

segunda-feira, 9 de agosto de 2010 Texto de

1 Flip

A feira li­te­rá­ria de Pa­raty aca­bou do­mingo e um dos as­pec­tos que mais me cha­ma­ram a aten­ção foi o pouco caso (ou se­ria um mero ins­tru­mento de mar­ke­ting?) que al­guns es­cri­to­res de­mons­tram ao par­ti­ci­par do evento. Não sei se é pouco caso ou pouca von­tade, sei lá. O fato é que os ca­ras vão lá e di­zem que não gos­ta­riam de es­tar lá, que não gos­tam de con­tato com o pú­blico e por aí vai. Ca­ra­lho, por que vão?
Leia mais

Compartilhe

Geral

Novo técnico da seleção

sábado, 24 de julho de 2010 Texto de

Mo­mento em que jo­ga­do­res do Co­rinthi­ans in­ter­rom­pem co­le­tiva para fes­te­jar Mano como novo téc­nico da se­le­ção (Foto: site ofi­cial do Co­rinthi­ans)


Tão logo aca­bou a Copa, dei mi­nha opi­nião (para al­guns ami­gos) so­bre quem eu gos­ta­ria de ver no co­mando da se­le­ção: Mano Me­ne­zes.

E não é que so­brou pra ele? Sim, so­brou li­te­ral­mente. Por­que na sexta-feira to­dos da­vam Mu­ricy Ra­ma­lho como o novo téc­nico. Aliás, tam­bém não é se­gredo que o pre­fe­rido da CBF era Fe­li­pão. Mano, pelo visto, era ape­nas a ter­ceira op­ção de Ri­cardo Tei­xeira.
Leia mais

Compartilhe

Impressões

Honra e consciência

terça-feira, 6 de julho de 2010 Texto de

Honra uru­guaia

Se hou­vesse a pos­si­bi­li­dade de al­guém cair em pé, como mui­tas ve­zes se disse a res­peito de quem perde com honra, este al­guém, hoje, te­ria sido o Uru­guai.

Sem a me­lhor téc­nica, que é da Ho­landa, que era fa­vo­rita na semi, que não será fa­vo­rita na fi­nal qual­quer que seja seu ad­ver­sá­rio, os uru­guaios hon­ra­ram a ca­misa. Hon­ra­ram a Amé­rica do Sul. E po­de­riam até ter ven­cido. Quase vi­rou o jogo e, na vi­rada ho­lan­desa, houve gol ir­re­gu­lar.
Leia mais

Compartilhe

Impressões

Emoção não se planeja

domingo, 4 de julho de 2010 Texto de

Mui­tas ve­zes as coi­sas mais emo­ci­o­nan­tes de nos­sas vi­das não es­tão li­ga­das aos prin­ci­pais fa­tos de nos­sas vi­das. Na Copa do Mundo tam­bém é as­sim. Nem sem­pre as gran­des emo­ções são re­ser­va­das para os prin­ci­pais du­e­los.

Quem po­de­ria ima­gi­nar que Uru­guai x Gana e Es­pa­nha x Pa­ra­guai pu­des­sem ser os dois jo­gos mais dra­má­ti­cos da Copa?
Leia mais

Compartilhe

Impressões

Menas, menas

sexta-feira, 25 de junho de 2010 Texto de

É cu­ri­oso, e quase en­gra­çado, ver a farra que se faz na in­ter­net (prin­ci­pal­mente no Twit­ter) com base numa força que não existe. Sim­ples­mente não existe. Con­si­de­rar que o Twit­ter é uma fer­ra­menta de­ci­siva para mu­dar há­bi­tos ou de­fi­nir a pos­tura da opi­nião pú­blica é, no mí­nimo, um exa­gero.
Leia mais

Compartilhe

Impressões

Estética e matemática

quarta-feira, 23 de junho de 2010 Texto de

Com o pas­sar dos anos, os avan­ços tec­no­ló­gi­cos, o show de ima­gens, as câ­me­ras po­si­ci­o­na­das em to­dos os can­tos do es­tá­dio, tudo isso ajuda a tor­nar a Copa do Mundo um grande des­file de vai­da­des.

São ca­be­los mo­der­no­sos, chu­tei­ras co­lo­ri­das, ta­tu­a­gens que ho­me­na­geiam não sei quem e as­sim por di­ante. Parte do pú­blico – com­posto de mu­lhe­res e gays – já até se quei­xam quando a be­leza fí­sica dos atle­tas não cor­res­ponde às ex­pec­ta­ti­vas.
Leia mais

Compartilhe

Impressões

Os verdadeiros heróis

segunda-feira, 21 de junho de 2010 Texto de

Em tem­pos de Copa do Mundo, tor­ce­do­res e mesmo jor­na­lis­tas cos­tu­mam se re­fe­rir aos jo­ga­do­res pro­ta­go­nis­tas de gran­des fei­tos como “he­róis”. Esse e ou­tros ter­mos ser­vi­dos no nosso ban­de­jão ufa­nista mui­tas ve­zes se per­dem em meio à emo­ção ou à ale­gria de ver a se­le­ção – eterno or­gu­lho na­ci­o­nal – jo­gando bo­nito, con­quis­tando vi­tó­rias e tí­tu­los im­por­tan­tes.
Leia mais

Compartilhe

Impressões

É isso!

domingo, 20 de junho de 2010 Texto de

A tor­cida bra­si­leira (como di­ria o maior lo­cu­tor es­por­tivo que o Bra­sil já teve – Fi­ori Gi­gli­otti) quer isso. Nada mais. Quer ver a se­le­ção jo­gando fu­te­bol, com to­que, com classe, com raça. A vi­tó­ria do Bra­sil por 3 a 1 so­bre a Costa do Mar­fim, a des­peito de toda a me­leca da ar­bi­tra­gem, foi o me­lhor jogo da Copa até aqui. E mos­trou, en­fim, que nossa se­le­ção é – agora no campo e não ape­nas na fama – um sé­rio can­di­dato ao tí­tulo.
Leia mais

Compartilhe

Impressões

Jogo dramático

sábado, 19 de junho de 2010 Texto de

O pri­meiro jogo dra­má­tico da Copa: Di­na­marca 2 x 1 Ca­ma­rões. Iro­nia do fu­te­bol: a pri­meira se­le­ção eli­mi­nada é afri­cana, exa­ta­mente quando muito se es­pe­rava das equi­pes do con­ti­nente sede do Mun­dial. E a Ho­landa, mais uma vez, passa fá­cil pela pri­meira fase, an­te­ci­pa­da­mente. Será que che­gou a hora dos la­ran­jas?
Leia mais

Compartilhe

Impressões

Morte de Saramago

sexta-feira, 18 de junho de 2010 Texto de

A morte de um dos mai­o­res no­mes da li­te­ra­tura mun­dial é um grande acon­te­ci­mento. Um grande evento. Meu amigo Deco sem­pre me di­zia – em nos­sas “noi­ta­das fi­lo­só­fi­cas” – que a morte das pes­soas quase sem­pre se torna um evento so­cial. A morte de Sa­ra­mago é um grande evento cul­tu­ral. Dá voz mais forte a ou­tros es­cri­to­res, a per­so­na­li­da­des da cul­tura, a no­mes que ge­ral­mente fi­cam es­con­di­dos e só apa­re­cem de tem­pos em tem­pos.
Leia mais

Compartilhe