Arquivos de Dunga

Impressões

Emoção não se planeja

domingo, 4 de julho de 2010 Texto de

Mui­tas ve­zes as coi­sas mais emo­ci­o­nan­tes de nos­sas vi­das não es­tão li­ga­das aos prin­ci­pais fa­tos de nos­sas vi­das. Na Copa do Mundo tam­bém é as­sim. Nem sem­pre as gran­des emo­ções são re­ser­va­das para os prin­ci­pais du­e­los.

Quem po­de­ria ima­gi­nar que Uru­guai x Gana e Es­pa­nha x Pa­ra­guai pu­des­sem ser os dois jo­gos mais dra­má­ti­cos da Copa?
Leia mais

Compartilhe

Colaboradores

Não me cobre coerência, por favor

terça-feira, 22 de junho de 2010 Texto de

Ser jor­na­lista es­por­tivo é fá­cil. Ima­gino que mui­tos co­le­gas caí­ram de pa­ra­que­das em edi­to­rias de as­sun­tos fora de seus re­per­tó­rios. No es­porte, in­va­ri­a­vel­mente, o cara manja (al­guns pen­sam que man­jam, mas a se­le­ção na­tu­ral dá conta de­les). Aí, vira mo­leza co­lo­car no pa­pel (no mi­cro­fone, na web, en­fim) todo o seu en­tu­si­asmo.
Leia mais

Compartilhe

Impressões

Vergonha!

terça-feira, 22 de junho de 2010 Texto de

A pos­tura do téc­nico idi­ota fran­cês, que se re­cu­sou a cum­pri­men­tar o Par­reira após o jogo em que sua ri­dí­cula se­le­ção foi ex­tir­pada da Copa, é ina­cei­tá­vel para o es­porte. E in­crí­vel que ve­nha de um país ex­tra­or­di­ná­rio, onde a cul­tura e a edu­ca­ção não são ape­nas dis­curso va­zio de po­lí­tico va­ga­bundo.

De­pois dessa, a cara feia do Dunga é fi­chi­nha.

Compartilhe

Impressões

Os verdadeiros heróis

segunda-feira, 21 de junho de 2010 Texto de

Em tem­pos de Copa do Mundo, tor­ce­do­res e mesmo jor­na­lis­tas cos­tu­mam se re­fe­rir aos jo­ga­do­res pro­ta­go­nis­tas de gran­des fei­tos como “he­róis”. Esse e ou­tros ter­mos ser­vi­dos no nosso ban­de­jão ufa­nista mui­tas ve­zes se per­dem em meio à emo­ção ou à ale­gria de ver a se­le­ção – eterno or­gu­lho na­ci­o­nal – jo­gando bo­nito, con­quis­tando vi­tó­rias e tí­tu­los im­por­tan­tes.
Leia mais

Compartilhe

Impressões

É isso!

domingo, 20 de junho de 2010 Texto de

A tor­cida bra­si­leira (como di­ria o maior lo­cu­tor es­por­tivo que o Bra­sil já teve – Fi­ori Gi­gli­otti) quer isso. Nada mais. Quer ver a se­le­ção jo­gando fu­te­bol, com to­que, com classe, com raça. A vi­tó­ria do Bra­sil por 3 a 1 so­bre a Costa do Mar­fim, a des­peito de toda a me­leca da ar­bi­tra­gem, foi o me­lhor jogo da Copa até aqui. E mos­trou, en­fim, que nossa se­le­ção é – agora no campo e não ape­nas na fama – um sé­rio can­di­dato ao tí­tulo.
Leia mais

Compartilhe

Impressões

Ousadia alemã

domingo, 13 de junho de 2010 Texto de

En­fim, um jogo com mais de dois gols nesta Copa: Ale­ma­nha 4 x 0 Vento. Ops, Ale­ma­nha 4 x 0 Aus­trá­lia. Está certo que a Ale­ma­nha pa­rece ter le­vado para a África um fu­te­bol me­nos qua­dra­dão se com­pa­rado às úl­ti­mas Co­pas. Mas o time da Aus­trá­lia… Sinto muito, é fra­qui­nho, fra­qui­nho.
Leia mais

Compartilhe

Crônicas, Impressões

Polêmica das Copas

quarta-feira, 9 de junho de 2010 Texto de

Por que às vés­pe­ras de to­das as Co­pas o tor­ce­dor bra­si­leiro “briga” com o téc­nico da se­le­ção em de­fesa de um (ou mais) jo­ga­dor que está co­mendo a bola? A his­tó­ria é rica quando res­gata as po­lê­mi­cas desse ve­lho em­bate.
Leia mais

Compartilhe

Impressões

Complexidades

terça-feira, 11 de maio de 2010 Texto de

A te­o­ria ma­ni­queista que mui­tas ve­zes é apli­cada a pes­soas ou a es­tru­tu­ras das quais es­sas pes­soas fa­zem parte nunca me con­ven­ceu.

Revi por es­tes dias, na TV fe­chada, um filme ca­paz de ilus­trar bem o que eu con­si­dero um equí­voco. “A vida dos outros”(2006, Ale­ma­nha, ven­ce­dor do Os­car de me­lhor filme es­tran­geiro) é so­bre o es­quema de vi­gi­lân­cia mon­tado pelo go­verno da ex-Alemanha Ori­en­tal para acom­pa­nhar os pas­sos do mais im­por­tante dra­ma­turgo do país e de sua na­mo­rada, uma fa­mosa atriz, na época da Guerra Fria.
Leia mais

Compartilhe

Crônicas

Céu da boca

sexta-feira, 17 de julho de 2009 Texto de

É cu­ri­oso ob­ser­var, na co­ber­tura do fu­te­bol, a guerra tra­vada pe­las emis­so­ras con­tra anun­ci­an­tes in­de­se­ja­dos. Alterou-se pro­fun­da­mente o cha­mado pri­meiro plano, aquele em que apa­rece a face do en­tre­vis­tado.
Leia mais

Compartilhe