Impressões

Jogo dramático

sábado, 19 de junho de 2010 Texto de

O pri­mei­ro jo­go dra­má­ti­co da Co­pa: Di­na­mar­ca 2 x 1 Ca­ma­rões. Iro­nia do fu­te­bol: a pri­mei­ra se­le­ção eli­mi­na­da é afri­ca­na, exa­ta­men­te quan­do mui­to se es­pe­ra­va das equi­pes do con­ti­nen­te se­de do Mun­di­al. E a Ho­lan­da, mais uma vez, pas­sa fá­cil pe­la pri­mei­ra fa­se, an­te­ci­pa­da­men­te. Se­rá que che­gou a ho­ra dos la­ran­jas?

Nas du­as pri­mei­ras Co­pas das quais me lem­bro per­fei­ta­men­te – 1974 e 1978 -, a Ho­lan­da foi a res­pon­sá­vel por boa par­te de mi­nhas de­cep­ções. Em 74, com seu car­ros­sel, ti­rou o Bra­sil da fi­nal: 2 a 0. Em 78, per­deu pa­ra a Ar­gen­ti­na na fi­nal.

Mas de­pois vi­ra­ram nos­sos fre­gue­ses, com as der­ro­tas em 1994 – Bra­sil 3 a 2, no jo­go das quar­tas em que o Bran­co ca­vou a vi­tó­ria pa­ra nos­sa se­le­ção – e na se­mi­fi­nal de 1998, quan­do Taf­fa­rel sal­vou a pá­tria nos pê­nal­tis.

Tal­vez te­nha­mos, lá na fren­te, um no­vo du­e­lo en­tre os dois paí­ses nes­ta Co­pa. Mas an­tes é pre­ci­so que o Bra­sil pas­se por Cos­ta do Mar­fim e Por­tu­gal. Sem dú­vi­da, vem mais dra­ma por aí.

Compartilhe