Arquivos de Música

Crônicas

O dia em que eu toquei violão com o Cartola

sábado, 5 de outubro de 2013 Texto de

A se­guir, re­pro­du­zo o re­gis­tro que fiz no meu blo­co de ca­be­cei­ra por vol­ta das cin­co da ma­dru­ga­da de ho­je.

Meus so­nhos ge­ral­men­te são lon­gas me­tra­gens. Es­ta noi­te, po­rém, par­ti­ci­pei de um cur­ta. Eu es­ta­va to­can­do vi­o­lão (lo­go eu, o ca­ra mais de­sa­fi­na­do do mun­do) com o Car­to­la!

Mas eu sei o mo­ti­vo. On­tem pas­sou no Ca­nal Bra­sil um do­cu­men­tá­rio so­bre ele e eu vi um tre­cho. E lá es­tá­va­mos Car­to­la e eu to­can­do vi­o­lão!
Leia mais

Compartilhe

Crônicas

Fera

quarta-feira, 20 de Março de 2013 Texto de

No meio da dé­ca­da de 1990, quan­do mi­nha fi­lha Ana Cla­ra ti­nha uns dois anos, cos­tu­má­va­mos bo­tar pra ela ou­vir um dis­co de vi­nil com vá­ri­as his­tó­ri­as in­fan­tis. O apa­re­lho de som fi­ca­va na sa­la do pe­que­no apar­ta­men­to, bem per­to da te­le­vi­são. Sem­pre que o li­gá­va­mos pa­ra que ela ou­vis­se o dis­co, dei­xá­va­mos a TV sem vo­lu­me.
Leia mais

Compartilhe

Geral

Vandré, 1978

segunda-feira, 4 de junho de 2012 Texto de

Van­dré con­fe­re um dis­co de­le que As­sis com­prou num se­bo de Pa­ris (Fo­to pu­bli­ca­da em Jornalistas&Cia)

Em se­tem­bro de 1978, Ge­ral­do Van­dré con­ce­dia ao “Fo­lhe­tim”, ines­que­cí­vel su­ple­men­to de cul­tu­ra da Fo­lha de S. Pau­lo, uma en­tre­vis­ta que po­de­ria, com o tem­po, se tor­nar ape­nas mais uma. En­tre­tan­to, o for­ma­to edi­to­ri­al ado­ta­do pa­ra a ma­té­ria es­cri­ta por As­sis Ân­ge­lo, o mo­do co­mo As­sis con­du­ziu a con­ver­sa, o mo­do co­mo As­sis se dei­xou le­var pe­la in­crí­vel “vi­a­gem” de Van­dré, es­ses as­pec­tos tor­na­ram a re­por­ta­gem an­to­ló­gi­ca.
Leia mais

Compartilhe


Trai­ler do fil­ma­ço de Da­vid Le­an lan­ça­do em 1962

Com­prei o DVD do fil­me “La­wren­ce da Ará­bia” (Di­re­ção de Da­vid Le­an, 1962). Só pra re­ver na ho­ra que eu bem en­ten­der. É um dos meus fil­mes pre­fe­ri­dos, em­bo­ra eles se­jam mui­tos. Mas “La­wren­ce” tem al­go de fa­bu­lo­so, mis­te­ri­o­so, in­tri­gan­te, al­go que sem­pre me atrai pa­ra o de­ser­to do nor­te da Áfri­ca, on­de o te­nen­te in­glês exer­ce pa­pel fun­da­men­tal na lu­ta das al­dei­as ára­bes ali­a­das ao exér­ci­to bri­tâ­ni­co con­tra os tur­cos, que na épo­ca (a ação se pas­sa du­ran­te a Pri­mei­ra Guer­ra Mun­di­al) pre­ten­di­am ane­xar a Pe­nín­su­la Ará­bi­ca ao seu Im­pé­rio Oto­ma­no.
Leia mais

Compartilhe

Crônicas

Uma imagem. E só.

segunda-feira, 3 de Janeiro de 2011 Texto de

Às ve­zes, fi­ca­mos bo­qui­a­ber­tos de ad­mi­ra­ção com ce­nas na te­le­vi­são ou no ci­ne­ma. Mas é in­crí­vel co­mo não nos da­mos con­ta de que bem ao nos­so la­do po­dem ro­lar coi­sas tão ma­ra­vi­lho­sas (ou mais) co­mo as pro­du­zi­das pe­los pro­fis­si­o­nais da ima­gem.
Leia mais

Compartilhe

Crônicas

Paisagem da janela

terça-feira, 28 de dezembro de 2010 Texto de

Quan­do eu ti­nha uns 4 ou 5 anos, fiz uma vi­a­gem de trem com mi­nha mãe. O que eu mais me lem­bro da ex­pe­ri­ên­cia é al­go bas­tan­te inu­si­ta­do: a vi­são as­sus­ta­do­ra do vão en­tre o va­gão e a pla­ta­for­ma. Sa­ber que ali em­bai­xo ha­via um fos­so, mes­mo que fos­se mui­to im­pro­vá­vel al­guém pi­sar no va­zio e cair na­que­le “abis­mo”, era per­tur­ba­dor.
Leia mais

Compartilhe

Crônicas

Memória da saudade

segunda-feira, 1 de novembro de 2010 Texto de


Ví­deo com “Can­ção da Amé­ri­ca” e ce­nas do en­ter­ro de Elis Re­gi­na, em 1982. É com es­ta mú­si­ca e es­sa voz ex­tra­or­di­ná­ria que ho­me­na­geio meus ami­gos mor­tos

Eu res­pei­to mui­to as cren­ças e os ri­tu­ais. Des­de, cla­ro, que não se­jam ab­sur­dos. E co­mo há cren­ças e ri­tu­ais ab­sur­dos! Mas is­so fi­ca pa­ra ou­tra ho­ra. O fa­to é que eu res­pei­to mui­to as cren­ças e os ri­tu­ais. Por­que, afi­nal de con­tas, nós sa­be­mos tão pou­co, qua­se na­da. Co­mo te­ria di­to Só­cra­tes, o fi­ló­so­fo, só sei que na­da sei. E eis o que sei: res­pei­to, re­cu­so-me a du­vi­dar do que não sei, e co­mo na­da sei, de na­da du­vi­do.
Leia mais

Compartilhe

Impressões

O Brasil de Rolando Boldrin

quinta-feira, 28 de outubro de 2010 Texto de


Eu sem­pre gos­tei do Ro­lan­do Bol­drin. Quem lê meu blog ou quem me co­nhe­ce há al­gum tem­po sa­be da mi­nha ori­gem, uma ori­gem ru­ral, uma ori­gem que se jun­ta a tan­tas ou­tras des­te Bra­sil agres­te. Nós, que vi­e­mos do cam­po, car­re­ga­mos uma si­na que às ve­zes nos con­for­ta e em ou­tras nos abor­re­ce: gos­ta­mos do su­jei­to (ou não gos­ta­mos) lo­go de ca­ra. Não sei o que é. Tal­vez se­ja um co­nhe­ci­men­to ime­mo­ri­al ou, quem sa­be, uma des­sas mui­tas bo­ba­gens nas quais nós con­fi­a­mos co­mo se fos­se uma lei ina­ba­lá­vel.
Leia mais

Compartilhe

Geral

Pedaços da rede (1)

sexta-feira, 17 de setembro de 2010 Texto de

Ima­gem re­ti­ra­da de ca­pa de dis­co de Odair Jo­sé

Ve­jam co­men­tá­rio fei­to por um in­ter­nau­ta em al­gum lu­gar da web. Um co­men­tá­rio que é um be­lo mi­ni­con­to.

“Co­mo era bom aque­le tem­po. Mi­nha pri­mei­ra tre­pa­da foi na zo­na, me apai­xo­nei pe­la pu­ta, ia lá to­do dia, dan­ça­va co­la­di­nho com ela ao som des­sa e ou­tras mú­si­cas do Odair Jo­sé. Es­pe­ra­va a noi­te to­da pa­ra às ve­zes dor­mir com ela.
Leia mais

Compartilhe

Retratos

Meu canudo de papel

sábado, 4 de setembro de 2010 Texto de


Eis um mo­men­to im­por­tan­te pa­ra Car­los Nas­ci­men­to (rs­s­ss). A ima­gem aci­ma mos­tra o fa­mo­so jor­na­lis­ta me en­tre­gan­do o di­plo­ma de jor­na­lis­mo. Foi uma gran­de hon­ra re­ce­ber das mãos de­le meu ca­nu­do de pa­pel.
Leia mais

Compartilhe