Arquivos de Clint Eastwood

Geral

O novo filme de Clint Eastwood

sábado, 14 de abril de 2012 Texto de

Le­o­nar­do Di Ca­prio vi­ve o di­re­tor do FBI

“J. Ed­gar”, de Clint Eastwo­od, é um dra­ma den­so e con­ta com uma in­ter­pre­ta­ção vi­go­ro­sa de Le­o­nar­do Di Ca­prio no pa­pel do fa­mo­so e con­tro­ver­so di­re­tor do FBI. Mas não se apro­xi­ma dos gran­des fil­mes do di­re­tor, co­mo “Me­ni­na de Ou­ro”, “So­bre me­ni­nos e lo­bos” e o im­ba­tí­vel “Os im­per­doá­veis”.
Leia mais

Compartilhe

Impressões

Consciência política

quarta-feira, 22 de setembro de 2010 Texto de

Ima­gem de di­vul­ga­ção do fil­me “Três ho­mens em con­fli­to” (1966)

Ah, a cons­ci­ên­cia po­lí­ti­ca...
O que é es­sa tal cons­ci­ên­cia po­lí­ti­ca que pre­ci­sa­mos acor­dar em nos­sos cé­re­bros? So­ció­lo­gos e ci­en­tis­tas po­lí­ti­cos cai­ri­am de bo­ca nes­se as­sun­to su­cu­len­to. Pa­ra eles, cla­ro. O fa­to é que não sei mais se o que pre­ci­sa­mos é cons­ci­ên­cia po­lí­ti­ca ou ho­mens ín­te­gros.
Leia mais

Compartilhe

Impressões

Invictus

domingo, 11 de abril de 2010 Texto de

Fui ver. O fil­me não é ruim, mas fi­ca lon­ge dos tra­ba­lhos gran­di­o­sos de Clint Eastwo­od (co­mo “Os im­per­doá­veis”, “So­bre me­ni­nos e lo­bos”, “Me­ni­na de ou­ro”, “Gran To­ri­no”). Mor­gan Fre­e­man vai bem co­mo Nel­son Man­de­la. Matt Da­mon tam­bém não es­tá na­da mal co­mo o ca­pi­tão da se­le­ção de rúg­bi da Áfri­ca do Sul. Mas fal­ta aque­le al­go mais que o bri­lhan­te di­re­tor sem­pre nos en­tre­ga em su­as me­lho­res obras.
Leia mais

Compartilhe

Crônicas

Definição da beleza

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009 Texto de


Es­cri­to­res, fi­ló­so­fos e pen­sa­do­res já es­cre­ve­ram tan­tas te­o­ri­as so­bre a be­le­za que elas mui­tas ve­zes se abra­çam nas es­qui­nas das idéi­as ou sim­ples­men­te to­mam ru­mos pa­ra­le­los e ja­mais se en­con­tram. O ca­so é que a be­le­za, mais do que pro­pri­a­men­te in­trín­se­ca à sub­je­ti­vi­da­de, é al­go su­pe­ri­or à pró­pria ca­pa­ci­da­de de o ho­mem ima­gi­nar as for­mas que a cons­ti­tu­em. E, por con­seqüên­cia, in­de­fi­ní­vel sob um pon­to de vis­ta con­cre­to.
Leia mais

Compartilhe