Colaboradores

Incoerências e caras-de-pau

segunda-feira, 29 de setembro de 2008 Texto de

Aos pou­cos, os can­di­da­tos e can­di­da­tas a Pre­feito do Rio co­me­çam li­te­ral­mente a mos­trar a cara e, no mo­mento em que es­crevo, al­guns de­les já se des­ta­cam no no­ti­ciá­rio. Ou por­que nas pes­qui­sas têm ín­dice mais alto de in­ten­ção de vo­tos ou por­que seus car­ta­zes apa­re­cem mais pe­las ruas da ci­dade. E é aí que en­tra a in­co­e­rên­cia des­ses can­di­da­tos com sua in­ter­pre­ta­ção muito par­ti­cu­lar so­bre o que seja “cui­dar da ci­dade” ou de pen­sar nela como seus fu­tu­ros ad­mi­nis­tra­do­res.

É proi­bido pela le­gis­la­ção elei­to­ral es­pa­lhar ou co­lar car­ta­zes de cam­pa­nha pela ci­dade, para pre­ser­var a es­té­tica ur­bana e não in(m)undá-la com fai­xas e pa­péis. Mas ao con­tra­ta­rem pes­soas para se­gu­ra­rem car­ta­zes com seus no­mes e deixando-as às in­tem­pé­ries nas ruas, só para que seus no­mes se­jam lem­bra­dos na hora do voto, al­guns can­di­da­tos pen­sam que es­tão den­tro da lei. Como bo­bos eles não são, en­tão são in­fra­to­res, mesmo.

Sai­bam, meus ca­ros can­di­da­tos, que dessa forma a po­lui­ção con­ti­nua. As ca­ras se­rão lem­bra­das, sim, como de gente que pre­tende che­gar à Pre­fei­tura sem no­ção do que seja cui­dar de uma ci­dade. Se não sa­bem nem preservá-la da po­lui­ção vi­sual cri­ada por seus re­tra­tos e fra­ses cli­che­za­das, o que di­zer de po­lui­ções de ou­tras na­tu­re­zas, da se­gu­rança de seus ha­bi­tan­tes e do prin­cí­pio bá­sico de se­guir a le­tra da lei? Como diz em seu blog o mú­sico PP Pel­le­grini, “Es­pero sin­ce­ra­mente que quem usa este re­curso seja, sim, de­fi­ni­ti­va­mente mais visto: mais MAL­visto”.

Se can­di­da­tos desse tipo são in­co­e­ren­tes em suas pla­ta­for­mas e caras-de-pau nas ati­tu­des, que to­mem seus ru­mos para bem longe do Rio. Há mui­tos man­da­tos que esta ci­dade vem sendo mal­tra­tada e pre­cisa ur­gen­te­mente de ad­mi­nis­tra­do­res que a amem e a res­pei­tem de ver­dade, e não de mais pre­fei­tos que vêem no Rio ape­nas um tram­po­lim para sua car­reira po­lí­tica. Vade re­tro e boa vi­a­gem!

E-mail: anaflores.rj@terra.com.br

Compartilhe