Impressões

A menina e o diabo

domingo, 15 de agosto de 2010 Texto de

As­sim como mui­tos ou­tros que as­so­lam o pla­neta to­dos os dias, o caso da me­nina de 5 anos de idade que mor­reu no Rio de Ja­neiro e foi en­ter­rada neste do­mingo de­pois de apre­sen­tar si­nais de maus-tratos, de­pois de fi­car quase um mês em coma e de­pois de ter sido aten­dida por um mé­dico que não era mé­dico, o caso dessa po­bre cri­ança é a ar­qui­te­tura sór­dida de um mundo que, en­fim, não é bom. 

O ro­teiro de ter­ror a que foi sub­me­tida essa cri­ança mos­tra cla­ra­mente como o ser hu­mano, en­tre to­dos os se­res vi­vos, é o mais fi­lho da puta que existe. Igre­jas dos mais di­ver­sos gê­ne­ros, pa­dres, pas­to­res, ra­bi­nos e o di­abo que o parta vi­vem num mundo di­vi­dido en­tre o bem e o mal, en­tre o céu e o in­ferno, en­tre Deus e o di­abo. Mas para que tanta fi­lo­so­fia? Para que tanto papo fu­rado? Para que tudo isso, se na ver­dade tudo é tão claro como um dia en­so­la­rado?

O di­abo so­mos nós. Ponto fi­nal.

Palavras-chave

Compartilhe