Colaboradores

A TV e o futebol - Texto de Fernando BH

terça-feira, 18 de março de 2008 Texto de

As trans­mis­sões de fu­te­bol nas úl­ti­mas quar­tas-fei­ras pe­la Re­de Glo­bo
di­fe­ren­ci­a­ram dois es­pec­ta­do­res: o que as­sis­te ao re­a­lity show Big Brother
Bra­sil e o que pas­sou a as­sis­tir. Ex­pli­co pa­ra os que cor­rem da TV aber­ta: o
BBB8 in­va­diu o fu­te­bol da Glo­bo. O nar­ra­dor pas­sa to­do o pri­mei­ro tem­po
lem­bran­do que lo­go, lo­go vêm no­vi­da­des da “ca­sa mais bis­bi­lho­ta­da do país”.

No show do in­ter­va­lo não há mais gols, me­lho­res mo­men­tos... No úl­ti­mo dia
27, eram inú­me­ros jo­gos da Co­pa do Bra­sil! E ne­nhum lan­ce, ne­nhu­ma
re­fe­rên­cia. Só o Gal­vão Bu­e­no con­ver­san­do com um de­lay ir­ri­tan­te com os
par­ti­ci­pan­tes do pro­gra­ma.

A emis­so­ra te­ve que re­bo­lar de­pois de sua pri­mei­ra der­ro­ta pa­ra uma no­ve­la con­cor­ren­te des­de a lon­gín­qua ‘Pan­ta­nal’ (da ex­tin­ta TV Man­che­te, 1990). Os X-Men ver­de-ama­re­los de ‘Ca­mi­nhos do Co­ra­ção’, da Re­cord, ba­te­ram um jo­go do po­pu­lar Co­rinthi­ans e ga­nhou eco na im­pren­sa.

Com es­se no­vo ar­ti­fí­cio, a Glo­bo quis di­zer à crí­ti­ca es­pe­ci­a­li­za­da e à
con­cor­rên­cia que tem ar­mas pa­ra con­tra-ata­car. A qual­quer pre­ço, as­sim co­mo o fa­mo­so “sushi eró­ti­co” do Do­min­gão do Faus­tão, em re­a­ção ime­di­a­ta ao fenô­me­no “Ba­nhei­ra do Gu­gu”, do SBT.

No ca­so atu­al, nem es­tou fa­lan­do do con­teú­do do BBB, cer­ta­men­te ques­ti­o­ná­vel, mas da in­co­e­rên­cia. Fã de fu­te­bol po­de gos­tar do Big Brother, mas ca­da um no seu lu­gar.

Quem as­sis­te a um jo­go es­pe­ra pe­la dis­cus­são do im­pe­di­men­to mal mar­ca­do, pe­lo re­pe­te­co dos gols do pri­mei­ro tem­po. Is­so sem fa­lar que as­sas­si­na­ram o cli­ma de iní­cio de jo­go: as es­ca­la­ções, en­tre­vis­tas, hi­no... Pe­dro Bi­al fa­la boa noi­te e a bo­la já es­tá no cen­tro do cam­po, aguar­dan­do o pon­ta­pé ini­ci­al.

Ou­tro avi­so da emis­so­ra: dei­xar bem cla­ro que ela pa­ga, ela es­ta­be­le­ce quan­do o es­pe­tá­cu­lo co­me­ça. Re­fle­xo de ou­tra re­cen­te der­ro­ta: a Re­cord com­prou com ex­clu­si­vi­da­de a Olim­pía­da de Lon­dres-2012. Pa­ra co-trans­mi­tir, te­rá que pe­dir por fa­vor. O ca­nal pau­lis­ta­no, com os co­fres chei­os, ain­da pro­me­te ini­ci­ar a pró­xi­ma dé­ca­da pa­gan­do uma for­tu­na pe­lo Bra­si­lei­rão.

A mes­ma Re­cord, ape­sar de sua con­tro­ver­sa su­pos­ta fon­te de ren­da, tem ofe­re­ci­do pro­du­tos de qua­li­da­de aos te­les­pec­ta­do­res, co­mo ‘O Apren­diz’, de Ro­ber­to Jus­tus, e seu re­cen­te ca­nal gra­tui­to de no­tí­ci­as. Só não va­le acre­di­tar que as trans­mis­sões es­por­ti­vas em su­as mãos es­ta­rão afas­ta­das do mau gos­to, co­mo ocor­re ho­je na pla­ti­na­da. Afi­nal, ela não es­tre­me­ceu a vi­ce-li­de­ran­ça do SBT à toa: co­pi­ou o con­sa­gra­do for­ma­to no­ve­la-jor­nal-no­ve­la cri­a­do por Bo­ni há dé­ca­das. E já tem seus re­a­lity shows...

E-mail: fernando_bh@yahoo.com.br

Compartilhe