Não sei o mo­tivo, mas a cada do­mingo fico mais tenso à es­pera do
pró­ximo dia, a se­gunda. Mi­nha es­posa atual, a se­gunda, vem para mim e ques­ti­ona meus atos. Diz que tudo que faço tem se­gunda in­ten­ção, o que me deixa muito ma­go­ado. Quando va­mos pas­sear nos fins de se­mana, en­tão, ela me conta que passa ver­go­nha den­tro do meu carro ve­lho e me ques­ti­ona com ve­e­mên­cia se um dia vou com­prar um zero-quilômetro em vez de ou­tro, de se­gunda mão.

Mi­nha se­gunda fi­lha, tam­bém, vive a me apo­quen­tar, mas pela mi­nha opi­nião em re­la­ção a seu na­mo­rado, o qual eu acho um tre­mendo mala-sem-alça. Coi­tada, é a se­gunda ten­ta­tiva dela em en­con­trar o prín­cipe en­can­tado. Eu, pai de­sal­mado, acho que o in­fe­liz ja­mais dei­xará de ser sapo, mesmo com mil bei­jos dela. Pre­ciso ur­gen­te­mente, en­tre­tanto, fa­zer uma se­gunda ava­li­a­ção do ra­paz. Pen­sando bem, até que é um sapo sim­pá­tico. Mas, se abre a boca…

Ou­tro fato cons­tran­ge­dor é o fardo da idade, que me deixa cada vez
mais es­que­cido. Às ve­zes erro até o nome do meu chefe. Ainda bem que na se­gunda ten­ta­tiva, de­pois de uma bronca, eu cos­tumo acer­tar. O
es­que­ci­mento e dis­tra­ção me cau­sa­ram on­tem mais um enorme trans­torno.
Perdi mi­nha car­teira de iden­ti­dade e te­rei de ti­rar a se­gunda via. Até
mesmo meu ou­vido já não ouve como an­tes e te­nho de pe­dir à pes­soa que me fale uma se­gunda vez.

Ou­tro mo­tivo que atiça mi­nha ira é a si­tu­a­ção do país. So­mos tão
des­res­pei­ta­dos to­dos os dias que pa­re­ce­mos ci­da­dãos de se­gunda classe.
Aliás, esta ex­pres­são ouvi de um pro­fes­sor de So­ci­o­lo­gia que tive na
se­gunda sé­rie da edu­ca­ção se­cun­dá­ria que hoje se chama en­sino mé­dio.
Essa dis­ci­plina era mi­nha se­gunda fa­vo­rita, vindo logo de­pois de
His­tó­ria. De­mo­crata con­victo e re­pu­bli­cano, mais par­la­men­ta­rista que
pre­si­den­ci­a­lista, não gosto de go­ver­nan­tes que se per­pe­tuam no po­der.
Re­e­lei­ção? Sim. Mas só pela se­gunda vez.

De­pois de tudo isso, só fal­tava mesmo meu time cair para a se­gunda di­vi­são.

E-mail: otanunes@gmail.com

Compartilhe