Colaboradores

oração – Texto de Thiago Roque

segunda-feira, 11 de junho de 2007 Texto de

são mar­vin gaye, olhai por nós, que ainda não apren­de­mos a amar.

que pos­sa­mos ofe­re­cer um ao ou­tro nada mais, nada me­nos do que nós mes­mos — com nos­sas im­per­fei­ções, dú­vi­das e li­mi­ta­ções.

faça com que nossa re­la­ção seja ba­se­ada na sin­ce­ri­dade — e se ela ti­ver que ma­chu­car quem es­teja ao nosso lado, dai-nos lá­gri­mas para cho­rar junto, mas nunca es­con­der a ver­dade.

entrega-nos pa­ci­ên­cia, cum­pli­ci­dade, com­pre­en­são. for­ta­leça, mais do que a pró­pria pai­xão, a ami­zade e a con­fi­ança.

não nos deixe fi­car ce­gos di­ante do amor, e sim que pos­sa­mos ver tudo com os olhos do co­ra­ção.

de cada beijo, faça um so­pro de vida; de cada abraço, um re­con­for­tante asilo; de um sor­riso, um es­pe­lho de nos­sas al­mas.

que os olhos bri­lhem, o sexo queime, a sau­dade api­mente, a ale­gria tome conta do dia-a-dia de to­dos os que ainda acre­di­tam no amor.

faça das de­cla­ra­ções pa­la­vras cada mais apai­xo­na­das e, prin­ci­pal­mente, cada vez mais freqüen­tes. pro­teja as lou­cu­ras de amor — in­sa­nas são as pes­soas que não se le­vam por ele.

acenda em nós a po­e­sia que cada um car­rega den­tro de si e que o mundo, frio, opaco e sem luz, nos obriga a es­con­der cada vez mais e mais.

faz de nós se­gui­do­res de tua de­vo­ção a esse sen­ti­mento, para que pos­sa­mos ver o amor não ape­nas en­tre na­mo­ra­dos, ca­sa­dos, en­ro­la­dos ou ca­sais — que este amor seja uni­ver­sal.

que ame­mos to­dos, que cui­de­mos to­dos uns dos ou­tros. para todo o sem­pre.

amém.

E-mail: roque.thiago@hotmail.com

Compartilhe