Impressões

Cerâmica

sexta-feira, 25 de outubro de 2013 Texto de

Es­cre­ver é co­mo fa­zer ti­jo­los. Ti­jo­los são co­mo pa­la­vras. Eu já tra­ba­lhei nu­ma ce­râ­mi­ca, aos dez anos de ida­de, car­re­gan­do ti­jo­los.

São vá­ri­as eta­pas, des­de a mis­tu­ra da ar­gi­la até o co­zi­men­to. São vá­ri­as tam­bém as chan­ces de fi­as­co: o ti­jo­lo po­de nas­cer já de­fei­tu­o­so, às ve­zes o bar­ro fi­ca mui­to mo­le por exem­plo; car­re­gá-lo e em­pi­lhá-lo tam­bém ofe­re­ce al­guns ris­cos; o co­zi­men­to pre­ci­sa ser cui­da­do­so pa­ra não quei­má-lo; já pron­to, ain­da po­de se que­brar quan­do é trans­por­ta­do; na ho­ra da cons­tru­ção, há o pe­ri­go de ser mal as­sen­ta­do; de­pois ain­da per­ma­ne­ce a vi­da in­tei­ra à mer­cê de uma sé­rie de ris­cos nu­ma pa­re­de pe­la qual to­dos pas­sam, mui­tos olham e pou­cos com­pre­en­dem.

Compartilhe