Impressões

Vítimas

domingo, 8 de dezembro de 2002 Texto de

Na es­quina, o ga­roto en­che com sua cara suja a ja­nela do meu carro. Sem di­nheiro no bolso, eu hoje não posso di­vi­dir o bolo. Mi­nha im­pres­são: o fu­turo dele já era, está con­de­nado a cair nas gar­ras da vi­o­lên­cia. Mi­nha au­di­ção: Deus te aben­çoe, moço.

Compartilhe